CLAM – Centro Latino-Americano em Sexualidade e Direitos Humanos

Concluídas

Concluídas

Contracepção e planejamento reprodutivo na percepção de usuárias do Sistema Único de Saúde

Coordenação: Betania Ávila, Ana Paula Portella e Verônica Ferreira (SOS Corpo), Rivaldo Mendes (UPE), Kátia Lenz e Denise M. D. Gutierrez (UFAM), Marta Rovery (Grupo Transas do Corpo), Luzinete Simões Minella (UFSC), Maria Luiza Heilborn, Elaine Brandão e Cristiane Cabral (CLAM/IMS/UERJ).



Trata-se de uma pesquisa multicêntrica que tem o objetivo de avaliar o acesso e a qualidade do atendimento em contracepção e planejamento reprodutivo na rede pública de saúde do Brasil, na perspectiva de usuárias residentes em áreas urbanas e rurais.

Concluídas

Sexualidade, ciência e profissão na América Latina: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru

O objetivo da pesquisa foi mapear o campo profissional da sexologia em seis países da América Latina: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. A questão de fundo que move a investigação como um todo é a chamada ‘medicalização da sexualidade’.

Concluídas

Direitos e políticas sexuais na região – o panorama atual

Pesquisa comparada sobre direitos e políticas sexuais, que apresenta informações atualizadas sobre leis, políticas públicas e jurisprudência em termos dos chamados direitos sexuais em cinco países da região, como por exemplo aquelas que contemplam orientação sexual, direitos reprodutivos, violência sexual, Aids e outros temas. No Brasil, o documento original foi realizado pela antropóloga Adriana Vianna e pela cientista social Paula Lacerda; na Argentina, pelos pesquisadores Mónica Petracci e Mario Pecheny; no Chile, por Cláudia Dides e equipe; no Peru, por María Jennie Dador Tozzini e equipe, revisado e editado por Angélica Motta; e na Colômbia por José Fernando Serrano, María Yaneth Pinilla, Marco Julián Martínez e Fidel Alejandro Ruiz.

Concluídas

Dados sobre comportamentos sexuais no Brasil

No Brasil, são raros os bancos de dados sobre comportamento sexual e sexualidade produzidos para serem disponibilizados e aqueles que o são, quando muito, permitem uma forma limitada de manuseio. Tanto em termos qualitativos quanto quantitativos, o material não está organizado, muitas das vezes tendo recebido apenas tratamento preliminar. O objetivo do documento é mapear os dados existentes (de modo a produzir uma organização mínima que possibilite fornecer alguma inteligibilidade ao conjunto), assim como produzir um diagnóstico sobre sua qualidade.

Concluídas

Homossexualidade, violência & justiça






Coordenação: Sergio Carrara. O objetivo mais geral da investigação é contribuir para o conhecimento do padrão de vitimização, no caso de violência letal, de homossexuais brasileiros; perceber como os casos são apreciados por policiais, juízes, promotores, defensores, médico-legistas etc., estabelecendo as diferentes imagens da homossexualidade que emergem em seu discurso; compreender como tais imagens e representações sobre a homossexualidade estão conectadas às mantidas pela sociedade abrangente, especialmente às divulgadas pela imprensa diária que noticia tais crimes e fornecer subsídios para a reflexão sobre o modo pelo qual as diferentes hierarquias sociais (gênero, classe, raça, sexo) articulam-se e interagem no Brasil.